Substâncias Perigosas Para o Bebé

144320340

Quando chega a altura em que os nossos glambabys começam a pôr tudo à boca de forma a conhecerem o mundo, chega também a altura em que centenas de crianças sofrem algum tipo de intoxicação acidental.

É, por isso, de extrema importância tirar todo o tipo de materiais tóxicos e remédios do alcance delas e mesmo assim, às vezes, o mal acontece.

Daí ser importante saber o que fazer numa situação de intoxicação ou envenenamento acidental do bebé.

Assim que se aperceba que o seu bebé poderá ter ingerido alguma substância tóxica, ligue de imediato para o Centro de Informação Antivenenos (CIAV)  que é um centro médico de informação toxicológica cujo número é 808 250 143. Ou, na falta deste número, tenha sempre à mão o número da Saúde 24 que, caso seja necessário, eles encaminharão a chamada para o CIAV. Será logo informada do que deverá fazer.

Tenha à mão o produto que o seu bebé ingeriu para poder informar o CIAV de forma correcta, informe o peso e a idade do bebé e a hora a que ocorreu o incidente.

Nunca por nunca provoque o vómito ao bebé sem receber orientação especializada.

Mas como a melhor coisa a fazer é prevenir, para que estes incidentes sejam impossíveis de acontecer no seu lar, encare todos os produtos de limpeza, remédios e produtos de beleza como coisas perigosas para o seu filho. Guarde estes produtos num armário a mais de 1,5 metro de altura, ou então em caixas ou gavetas trancadas.

Tenha especial cuidado com os remédios que transporta na mala. Não deixe o seu filho brincar com recipientes de remédio, mesmo que vazios.

Aqui fica uma lista daquilo que terá de guardar melhor com um bebé em casa:

  • Produtos de limpeza.
  • Remédios. Mesmo os medicamentos infantis são perigosos.
  • Cosméticos.
  • Plantas.
  • Solventes, querosene, parafina e produtos para polir metal.
  • Inseticidas e pesticidas.
  • Substâncias destinadas a adultos. O tabaco pode ser letal para uma criança. Bebidas alcoólicas também são extremamente perigosas.

Porque prevenir é demasiado importante para ignorar.

 

Quando o GlamBaby sofre dos Dentes…

Baby mit Beißring

E chega aquela fase em que, o nosso Glambaby começa a sofrer com os dentinhos a querem nascer. É a partir dos quatro meses, que os dentinhos do bebé já começam a nascer e é uma fase de bastante stress para pais e filhos, principalmente, quando os sintomas chegam, além de baba excessiva, a febre e diarreias.

É nesta fase, também, que os mordedores e massageadores gengivais que contêm gel no interior e que podem ser colocados no frigorifico para ficarem fresquinhos e assim aliviar, um pouco os nossos pequenitos, se tornam os nossos melhores amigos.

Vale lembrar que é uma fase que se inicia com quatro meses e vai até os 36 meses e que pode apresentar alguns sintomas, como baba excessiva, inchaço, coceira, vermelhidão e sensibilidade na gengiva.

Há bebés que ficam mais irritados, mal-humorados, com falta de apetite e problemas para dormir. O importante é os pais estarem preparados para esta fase com alguns truques e uma boa dose de paciência.

Um truque para gengivas irritadas é criar técnicas de distracção para chamar a atenção do bebé com um brinquedo ou um desenho animado que ele goste na televisão. Massajar a região gengival com o dedo limpo ou com uma dedeira de silicone é outro truque que pode aliviar a irritação.

Bebidas e alimentos frios ou duros (como cenoura crua ou biscoito de polvilho sem açúcar) também podem ajudar a ‘coçar’ a gengiva, aliviando o incómodo.

O uso de pomadas ou gel anestésico não é recomendado pois o bebé pode engolir e prejudicar o seu bem estar.

Se mesmo assim, com todos estes truques, o bebé continuar com dor, consulte o seu médico. Ele será quem vos poderá orientar melhor sobre o que fazer.

Quando o Bebé Não Quer Dormir…

bebe-dormir-a-noite-toda

Enquanto não somos pais habituamo-nos a dormir 8 ou às vezes mais horas por noite mas, quando somos pais, tudo isso muda. Os recém-nascidos dormem bastante quase nunca dormem mais que três ou quatro horas de cada vez, seja durante o dia ou à noite.

Para conseguirmos ter, novamente, noites mais ou menos bem dormidas é importante, desde cedo, criar hábitos de sono ao nosso bebé.

Para isso é essencial ajudar o seu filho a se preparar para uma boa noite de sono:

  • Aprenda a entender os sinais que indicam cansaço.
    Nas primeiras seis a oito semanas de vida, o bebé não consegue ficar acordado por mais que duas horas por vez. Se você esperar muito mais que isso para colocá-lo para dormir, ele estará cansado demais e não vai conseguir adormecer com facilidade, por incrível que pareça. Preste atenção nos sinais de cansaço (esfregar os olhos, mexer na orelha, olheiras) e ponha logo o bebé no berço ou no carrinho. Desta forma ele aprende a dormir sem ser no colo.
  • Comece a ensinar a diferença entre dia e noite.
    Nos primeiros dias, não há muito o que se fazer quanto a isso. Mas, quando o bebé tiver por volta de 2 semanas, você pode começar a fazê-lo distinguir o dia da noite. Mantenha a casa bem iluminada durante o dia e não se preocupe em evitar os barulhos da rotina doméstica, como o telefone, as conversas ou o aspirador de pó, mesmo que ele esteja dormindo. Se ele costuma dormir durante todas mamadas, acorde-o, procure conversar e cantar. À noite, tente não o excitar muito quando for ao quarto dele para amamentá-lo, acenda o mínimo de luzes e faça pouco barulho. Deixe que o bebê adormeça por conta própria.
  • Quando ele tiver por volta de 6 a 8 semanas, tente deixar o bebê adormecer sozinho. Coloque-o no berço quando ele parecer cansado, mas ainda estiver acordado. Se desde o começo você acostumar o bebé a dormir sozinho, ele vai aprender esse ritual na hora do sono — e se você sempre niná-lo é isso que ele sempre vai esperar.
  • Para estabelecer um padrão de sono, é importante seguir a mesma rotina de dormir todos os dias.

Basicamente, tudo isto para ajudar o seu filho a, gradualmente, aprender a dormir a noite inteira. Especialistas divergem sobre a melhor forma de se fazer isso, e há muitas filosofias, bem diferentes entre si, e bastante polémicas.

Até os 3 meses, é inevitável que seu filho acorde à noite, portanto não adianta criar expectativas de que ele já comece a dormir a noite inteira. Até os 5 ou 6 meses, é provável que ele ainda acorde para mamar.

Isso não impede que lhe vá dando bons hábitos de sono. A criação de um ritual da hora de dormir é um deles: coloque-o no berço mais ou menos no mesmo horário todos os dias, depois de seguir a mesma rotina.

A verdade é que não há jeito “certo” de fazer seu filho dormir a noite toda. Você tem que escolher um método que se ajuste à maneira de ser de sua família e seja confortável para seu coração de mãe.

Experimente ler o livro “10 dias para ensinar o seu filho a dormir” e veja se esse será o método ideal para o seu bebé dormir.

Para o meu GlamBaby foi.

10dias