Actividades com os Filhos

O dia do pai foi ontem eu sei!

Mas todos os dias são bons para criar laços fortes com os nossos filhos!

Num mundo cada vez mais complicado de se viver, em que o pai precisa de passar mais tempo fora de casa para ganhar o sustento de cada mês, é importante haver actividades que unam o pai e os filhos.

1 – Banho a dois: O meu marido ama dar banho ao filhote! E foi ele que deu o primeiro banho ainda na maternidade! É só brincadeira entre os dois!

2 – Conversar: Mesmo quando o bebé ainda não nos percebe, ele sabe que está a receber atenção! Eu cheguei a ler um livro sobre Auschwitz em tom de aventura e o nosso Glambaby só se ria! Eu sei que não é para rir com o que se passou no Holocausto mas eu queria ler o livro e ele queria atenção da mãe. O pai pode ler o jornal desportivo como se fosse a história mais emocionante que já se ouviu!

3 – Colo de pai: Ouvir o coração de quem o ama e sentir o cheiro ajuda o bebé a acalmar e sentir que está bem e seguro.

4 – Passear: Apesar de eu ficar um tanto com ciúmes. Ao sábado, quando eu estou a trabalhar, os meninos vão lanchar fora só os dois, pai e filho. Esses momentos ajudam a fortalecer a relação entre os dois!

5 – Quando o filhote precisa ir ao médico, o pai pode ir com o bebé, assim ficará mais tranquilo ao ouvir as recomendações directamente.

Com o passar do tempo, o nosso filho saberá que pode contar sempre com a mãe e com o pai de igual forma porque ambos tentam a passar o mesmo tempo útil com ele.

O pai não tem que se uma figura afastada. Pode estar presente mesmo que o trabalho o limite um pouco!

Anúncios

Dinossauros e os Pequenotes

Não sabemos se foram as cores, se foi por causa do comboio (que o nosso Glambaby associa aos avós da minha parte)… o certo é que o nosso menino, a quem está a ser mais difícil começar a falar, já sabe dizer a palavra e identificar os dinossauros!

Claro que nós, pais, não lhe cortámos esse gosto e fazemos questão de lhe contar muitas coisas sobre os dinossauros. Isto porque, despertar a criatividade das crianças é essencial para um bom desenvolvimento. E usar temas interessantes como os dinossauros que viveram no planeta há milhões de anos e que foram extintos acaba por ter um fascínio maior.

Mas porque é que estes répteis gigantes fascinam tanto os pequenos?! Como os podemos incluir nas nossas brincadeiras com ele?!

Como resposta à primeira pergunta, a explicação está nas crianças adorarem explorar e conhecer coisas novas… saber que já existiu um mundo completamente diferente deste e que não existe mais, pode ser fascinante. Imaginarem como era o planeta Terra sem prédios e estradas, apenas com animais enormes.

Apesar de extintos à tanto tempo, existem hoje ainda algumas características dos dinossauros nos répteis de hoje, o que acrescenta ainda mais a curiosidade das crianças sobre aqueles que seriam os ancestrais dos animais que eles conhecem e existem hoje.

Para brincar com o tema podem-se usar brinquedos que ajudem as crianças a ter uma ideia da aparência dos dinossauros e ainda exercitar a coordenação motora.

Um desse brinquedos poderá ser um quebra-cabeças, que é excelente para exercitar a mente das crianças e que as fará encaixar peças para montar um dinossauro;
Podem também usar dinossauros de cartão que, além de estimular a curiosidade sobre o assunto, também faz com que as crianças desenvolvam a criatividade ao pintá-los.
Por fim, pode-se levar a criança para a rua, enterrar alguns dinossauros de brincar e dar à criança pincéis e itens de escavação para que encontrem os “fósseis”.

Que tal estas ideias?

“Todos a bordo!!!”

Puzzles de Madeira

Muitas vezes queremos ajudar ao melhor desenvolvimento do nosso filho e não sabemos muito bem como.

Felizmente, ao frequentar uma creche, acabamos por saber que tipo de jogos devemos fazer para melhorar esse mesmo desenvolvimento.

Foi lá que nos aconselharam a que o nosso Glambaby brincasse mais com puzzles de Madeira e fui tentar perceber porquê!

Fazer puzzles ou quebra-cabeças parece um mero passatempo, mas é uma das atividades mais completas e benéficas para as crianças, dado que fomenta o desenvolvimento de diferentes habilidades mentais e sociais.

Melhora a capacidade de observação, análise, atenção e memória para recordar em que lugar têm de colocar cada peça.

Desenvolve a coordenação motora e a capacidade de dominar o corpo pois implica um processo de tentativa-erro constante que exige uma coordenação de mão e olhos.

Exercitam a motricidade fina através da manipulação das peças e dos movimentos para as colocar na devida posição.

Como é uma atividade que exige lógica, pois é preciso pensar em diferentes estratégias para conseguir montar todo o conjunto, estimula inteligência espacial.

Desenvolve, também, a capacidade de tolerância e paciência, o que contribui para a aquisição de competências ao nível da resolução de problemas.

Como para a idade do nosso bebé (18 meses aos 3 anos) são aconselhadas peças grandes de madeira e relevos que ajudem a localizar o lugar das mesmas foi isso que procurámos!

Conseguimos encontrar dois da Goula (um para corresponder às formas e outro para corresponder os padrões) e outros dois no Lidl para montar o desenho (onde não podia faltar o carro dos bombeiros).

E não é que ele, rapidamente, conseguiu fazer os 4 puzzles?!

Ele amou! Claro que tivemos que encontrar um carro dos bombeiros mas desde que se concentre ele completos muito facilmente!