Sou Feliz Assim!

Hoje o que vou falar poderá ser um pouco polémico mas.. acho que o devo falar para o bem de todas as mulheres que estão, ou acham que estão, acima do peso.

Antes de engravidar do meu filhote eu pesava 55kg, vestia um 36 (por vezes cabia num 34) e havia tamanhos S a ficarem-me bem.

Cheguei a pesar 49kg numa altura um pouco mais depressiva e stressante da minha vida e estamos a falar deste peso numa mulher de 1.65m.

Eu sentia-me bem porque era magra e podia comer de tudo sem engordar! Implicava com a minha barriga que tende sempre a engordar primeiro que tudo! Ou seja, mesmo estando magra tinha sempre algo pelo qual me queixar! Hoje imagino o pensamento de amigas minhas quando eu dizia que me sentia gorda na barriga! Patético!

Até que engravidei, nunca me privei de comer nada… comia o que o corpo me pedia, sempre pensando no bem estar do meu feijãozinho como carinhosamente lhe começámos a chamar antes de definir o nome.

Ele nasceu! Bebé saudável com 3.460kg e eu fiquei uma mulher saudável com 62kg. Mais 7kg do que tinha antes!

Escusado será dizer que, as primeiras vezes que tentei comprar roupa (calças mais essencialmente) chorei! Não quis aceitar o meu corpo! Aquela não era eu! Passei a vestir um 38 (40 nalgumas malfadadas lojas) e foram muitas as vezes em que saí das lojas sem nada porque não sentia que roupa alguma me assentasse bem!

Recusei-me a dar a minha roupa antiga com a ideia de que recuperaria o peso! 18 meses depois o peso mantém-se!

Depois de ler o livro “Seja Feliz Sem Dietas” acabei por perceber que, o mais importante era ter uma alimentação saudável, beber bastante água e relaxar com a minha saga com a balança.

É o que tenho feito! Não emagreci uma única grama mas, se calhar porque não é preciso emagrecer!

Depois de me olhar melhor ao espelho e de me ser dito que o peso ideal para mulher é a nossa altura menos 3kg (pode não ser científico mas realmente é capaz de ser verdade) descobri que até estou no peso ideal para a minha altura!

Não estou gorda! O meu 38 quase 40 está bem distribuído! Apenas a minha barriga saliente me dá cabo da silhueta mas… essa será sempre a minha saga! Com ou sem peso ideal.

Isto tudo para dizer que, foi preciso eu aceitar-me como sou para ver que, afinal estou mais bonita com este peso do que com o peso anterior! A ideia de que ser magra é que é bom está errada! É preciso é que a pessoa se sinta bem como é!

Já doei a roupa antiga! Este novo peso deu-me um guarda-roupa novo! Aprendi a disfarçar a minha barriga saliente! E as idas às lojas são novamente prazerosas!

Basicamente, sou feliz assim!

Anúncios