Crie a Tradição de Ouvir Os Filhos

Há uma tradição na minha família que é pedir a bênção à mãe antes de ir dormir. Desde criança que é assim e, ainda hoje, casada e com um filhote pequeno lhe ligo, todos os dias, para lhe dizer: “Minha mãe faça o favor de me dar a sua bênção” ao que ela me responde “Nosso Senhor te abençoe”. É uma tradição católica mas que cada um pode adaptar às suas crenças.

O que é que isto tem a ver com o jogo ridículo que anda por aí a mutilar e a matar jovens e com o tema de hoje?! Tem tudo!

A adolescência é uma altura complicada por si só e, para um adolescente que se sente sozinho é ainda mais complicado!

Com este pequeno gesto, com esta pequena frase, eu nunca me senti sozinha no mundo!

Mesmo longe, antes de pedir a bênção, há um conversar sobre como foi o dia! Como me senti, o que vivi, os problemas que enfrentei!

Há uma ligação com os meus pais (porque a bênção peço à mãe mas o pai nunca é esquecido) que, por mais que o dia corra mal, há sempre uma palavra de conforto do outro lado da linha. Quer eu com eles, quer eles comigo.

Ou seja, com a desculpa de pedir a benção à minha mãe, acabamos por estar sempre em contacto e, quando há algum problema são os primeiros a saber. A comunicação que falta entre tantos pais e filhos, e que pode ajudar a pensamentos parvos por parte dos adolescentes, pode ser resolvido com uma simples tradição de… comunicarem por tradição!

Inventem uma tradição com os vossos filhos… nem que seja de perguntarem todos os dias como foi o dia deles e darem-lhes a abertura de falar sobre tudo o que eles estão a viver, sobre coisas que ouvem e que gostavam de se esclarecer, sobre o que se passa no mundo…

Criem tradições que vos unam e que não deixem os vossos filhos entregues aos jogos parvos que se inventam nos dia de hoje!

Advertisements