Sou Mãe! | O Bebé e os Animais de Estimação

Bebé e gato

Uma grande preocupação dos futuros pais que têm animais de estimação em casa é pensar-se que a convivência entre bebé e animal poderá não ser pacífica. É uma realidade que os animais de estimação parecem ter uma intuição inatapara perceber que algo está a mudar no seio da família, ainda durante a gravidez dos donos, podendo mesmo haver alterações de comportamentos nalguns casos. A chegada de um bebé a casa deve ser um momento alegre e emocionante para toda a família e, para isso, preparar o vosso cão ou gato deverá ser uma preocupação ainda durante a gravidez.

Ter um animal de estimação é benéfico para o bebé?! Vários autores defendem que sim, que é benéfico para o desenvolvimento físico e emocional das crianças.

Eis algumas das razões:

  • As crianças que convivem com animais, são mais afectivas, repartindo as suas coisas, são generosas e solidárias, demonstram maior compreensão dos acontecimentos, são críticas e observadoras, sensibilizam-se mais com as pessoas e as situações.
  • Apresentam autonomia, responsabilidade, preocupação com a natureza, com os problemas sociais.
  • Desenvolvem uma boa auto-estima.
  • Tornam-se mais sociáveis, cordiais e justas.
  • Sabem o valor do respeito.
  • Desenvolvem a sua personalidade de maneira equilibrada e saudável, tendo mais facilidade para lidar com a frustração e liberta-se do egocentrismo.

Claro que há sempre os contras e é verdade que mesmo quando habituados a crianças, todos os cães podem morder e todos os gatos podem arranhar. Cabe aos donos terem o cuidado de estarem sempre vigilantes.

Quanto às eventuais alergias que se pensava que crianças que têm contacto com cães e gatos ficariam mais propensas a desenvolver, veio-se a provar que, na realidade, crianças que crescem numa casa com dois ou mais cães ou gatos durante o 1º ano de vida parecem ter menor propensão para desenvolver doenças alérgicas provocadas por animais de estimação, bem como outros tipos de alergias como ácaros, pólens ou gramídeas, quando comparadas com crianças que crescem sem animais de estimação.

A major concern of future parents who have pets at home is to think that coexistence between baby and animals can not be peaceful. It is a reality that the pets seem to have an intuition inatapara realize that something is changing within the family, even during pregnancy owners and may even be behavior changes in some cases. The arrival of a baby at home should be a happy and exciting time for the whole family and, therefore, prepare your dog or cat should be a concern even during pregnancy.

Having a pet is beneficial for the baby ?! Several authors argue that yes, it is beneficial for the physical and emotional development of children.

Here are some of the reasons:

  • Children who live with animals, they are more emotional, sharing their things, are generous and compassionate, show greater understanding of events, and are critical observers, are sensitized more to people and situations.
  • Presents autonomy, responsibility, concern with nature, with social problems.
  • Develop a good self-esteem.
  • Become more sociable, cordial and fair.
  • They know the value of respect.
  • Develop their balanced and healthy way personality, and find it easier to deal with frustration and frees himself of egocentrism.

Of course there are always cons and it is true that even when used to children, all dogs can bite and all cats can scratch. It is up to the owners they care to always be vigilant.

About the possible allergies it was thought that children who have contact with dogs and cats would be more likely to develop, came to prove that, in fact, children growing up in a house with two or more dogs or cats during the 1st year of life appear to be less likely to develop allergic diseases caused by pets, as well as other types of allergies such as dust mites, pollen or gramídeas when compared to children who grow up without pets.
Cao recem nascidoQuanto à preparação para a recepção do bebé em casa, se é o vosso 1º filho e o animal está convosco há algum tempo, provavelmente ele está acostumado a ser o “bebé” de casa e poderá ter ciúmes de um “rival” na sua atenção. Para assegurarem a aceitação do bebé por parte do vosso cão ou gato, preparem-no previamente. Comecem por levá-lo ao veterinário para que tudo comece da melhor forma possível. Certifiquem-se que as vacinas estão actualizadas e façam todos os procedimentos necessários antes da chegada do bebé. Considerem um plano de treino estruturado para animais que não consigam evitar saltar para as pessoas ou para os móveis.

Para que não estranhe a chegada do bebé, o vosso animal de estimação deve ser incluído na preparação da família e da casa para a chegada do novo elemento. Basta pensar nas mudanças que o animal irá sofrer na sua rotina após a chegada do bebé e comecem a fazer essas mudanças antecipadamente (por exemplo a alimentação, a rotina de exercícios ou a diminuição do tempo de convivência).

Deixem que o vosso animal cheirar o enxoval e os objectos do bebé e que permaneça no quarto do bebé de forma a poder compartilhar as novidades. Antecipe odores colocando os produtos de higiene do bebé na vossa pele para que o vosso cão ou gato os cheire.

Para animais mais possessivos, usem uma boneca como se fosse uma criança, durante a gravidez, para que se acostume de que o colo da dona vai ser compartilhado. Quando se encontrar preso, exponha-o a crianças pequenas e observe o comportamento que adopta. Se possível, exponha-o ao som de crianças a chorar. Corrijam qualquer comportamento inapropriado que exibir.

Após o nascimento do bebé, levem para casa uma peça de roupa ou uma fralda do bebé, de forma a que se familiarize com o cheiro do novo elemento da família antes da sua chegada a casa.

Quando chegar o dia da chegada do bebé a casa, a pessoa mais próxima do animal deve entrar em 1º lugar sem o bebé, de forma a poder dar-lhe alguns minutos de atenção. Coloque-lhe uma coleira e mantenha o animal parado e sentado. O outro elemento deve entrar com o bebé em casa na cadeirinha e aproximá-lo do animal, vigiando o seu comportamento.

Não permitam que o vosso animal de estimação fique sozinho com o bebé, que brinque no seu quarto ou com os seus brinquedos, por mais confiável que seja. Brinquem com o vosso animal quando estiverem a brincar com o bebé de forma a serem integrados na rotina um do outro. No entanto, guardem sempre um período do dia para dedicarem em exclusivo ao vosso cão ou gato.

Haverá uma altura em que o seu bebé e o seu amigo de quatro patas serão inseparáveis.

For the preparation for the baby’s reception at home, if your son 1st and the animal is with you for some time, he’s probably used to being the “baby” of the house and can be jealous of a “rival” in their care . To ensure the acceptance of the baby from the your dog or cat, get ready in advance. Begin by taking him to the vet for everything to get the best possible way. To make sure that vaccines are up to date and make all the necessary arrangements before the baby’s arrival. Consider a training plan structured to animals that can not jump to avoid the people or the furniture.

So do not be surprised the arrival of the baby, the pet should be included in your family and prepare the house for the arrival of the new element. Just think of the changes that the animal will suffer in their routine after the arrival of the baby and start making these changes in advance (eg nutrition, exercise routine or decrease the time living together).

Let your pet smell the layette and baby objects and to remain in the baby’s room in order to be able to share the news. Anticipate odors putting the baby care products on your skin so that your dog or cat the smell.

For more possessive animal, using a doll as if it were a child, during pregnancy, so you get used to the lap of the owner will be shared. When you are arrested, expose it to small children and observe the behavior adopting. If possible, expose it to the sound of children crying. Correct any inappropriate behavior that view.

After the baby is born, take home a piece of clothing or a baby diaper, so that you become familiar with the smell of the new family member before your arrival home.

When the day of the arrival of the baby house, the person closest to the animal must come in 1st place without the baby in order to be able to give you a few minutes of attention. Put him a leash and keep standing and sitting animal. The other element must sign in with the baby at home in the seat and move it near the animal, watching their behavior.

Do not allow your pet to be alone with the baby, who play in your room or with their toys, no matter how reliable it is. Play with your pet when they are playing with the baby in order to be integrated into the routine of each other. However, always keep a time of day to devote exclusively to your dog or cat.

There will be a time when your baby and your four-legged friend will be inseparable.

As imagens presentes neste artigo são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar correctamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contacto, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

The images in this post are taken from the Web. Failing the credit correctly appreciate that if some of the authors did not authorize its publication contact, for them to be withdrawn immediately.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s